Entre o saudosismo e a melancolia da não chegada de um futuro que nem se sabe se há

Imagem

Banksy: No Future ( photo Steve Cotton / artofthestate.co.uk )

Da angústia e do desespero inerte de estar preso em uma ampuleta neste “presente único: esta tirania do instante e do marasmode um presente perpétuo”, François Hartog apud Pereira e Mata em Tempo presente & usos do passado (2012).

*Devo agradecer a Mateus Henrique de Faria Pereira e a Sérgio da Mata pela bela catarse proporcionada pelo artigo introdutório ao volume especial sobre Tempo Presente, “Transformações da experiência do tempo e pluralização do presente”. Bela reflexão!
 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s